O que vender na internet em 2020: categorias e produtos para ganhar dinheiro!

O que vender na internet em 2020: categorias e produtos para ganhar dinheiro!

Vender pela internet é um negócio extremamente lucrativo. O e-commerce brasileiro faturou R$ 53,2 bilhões em 2018 –crescimento de 12% em relação ao ano anterior –, e a expectativa é que até o fim de 2019 alcance a marca de R$ 61,2 bilhões. Esses números comprovam que o comércio eletrônico é o futuro do varejo e que representa uma excelente oportunidade para as empresas do país.

No entanto, muitos lojistas ainda têm dúvidas sobre o que vender na internet para aumentar o faturamento. Essa é uma reflexão relevante, já que trabalhar com as mercadorias certas é essencial para que a loja atraia o interesse dos consumidores, se destaque dos concorrentes e seja bem-sucedida. Portanto, a dica é: fique por dentro das tendências do mercado e saiba quais são os queridinhos do público.

Preparamos este post para ajudar você na busca pelos produtos que mais vendem na internet. Descubra quais são as categorias e itens com maior potencial de venda em 2020 e inclua no estoque da sua loja as mercadorias que devem bombar este ano. Acompanhe o texto até o fim e tenha ótimas vendas!

Categorias e produtos para vender online em 2020

Baseado em dados de mercado, identificamos as categorias que têm maior potencial de negócio e que estão entre as mais representativas do setor de e-commerce e marketplaces. Os fatores que colocam tais segmentos em destaque são diversos e abrangem desde o faturamento gerado até o ticket médio dos produtos. Confira a seguir 15 categorias que estão entre as mais relevantes do comércio eletrônico brasileiro:

  1. Automotivo
  2. Bebês
  3. Beleza e Saúde
  4. Brinquedos
  5. Cama, Mesa e Banho
  6. Eletrodomésticos
  7. Esporte e Lazer
  8. Informática e Acessórios
  9. Moda e Acessórios Fashion
  10. Móveis e Decoração
  11. Perfumaria
  12. Pet Shop
  13. Relógios
  14. Telefonia
  15. Utilidades domésticas

Já a seleção de produtos com alto potencial de venda é ainda mais ampla. A diversidade de modelos e variações disponíveis aumenta o leque de opções às quais o público tem acesso e as oportunidades de negócio para os lojistas. Use como ponto de partida a lista abaixo, que reúne 34 produtos que estão entre os mais buscados dos marketplaces e que têm baixa concorrência nos canais. Veja quais itens já fazem parte do seu portfólio e comece a trabalhar com os demais agora mesmo:

  1. Babá Eletrônica Motorola MBP-36S
  2. Balança Digital 300kg Plataforma 40×50 Bivolt Bateria 81876
  3. Barco Bote Inflável Intex Seahawk 200 Kg Par De Remos Bomba
  4. Batedeira Arno Planetária Deluxe Sx8101 8vel Branca 110V
  5. Bote Inflável Caspian  480kg Com Remos Barco Até 10hp Bestway
  6. Bote Inflável Mirovia 640kg Com Remos Barco Até 15hp Bestway
  7. Cadeira de Balanço Minha Infância Sapinho Fisher-Price X7033
  8. Cafeteira Nespresso Essenza Mini C30 Branco 110V
  9. Climatizador De Ar Industrial Evaporativo Mc90 Fáciltec
  10. Compressor Ar Direto 1/2 Hp C/ Kit CMJ-210 Bivolt Ferrari
  11. Compressor De Ar 10 Pés 100 L 140 Lb Csv-10/100 Profi Schulz
  12. Compressor De Ar 2cv 10 Pés 100 Litros 110/220V-pressure-se1
  13. Compressor De Ar 2cv 10 Pés 100 Litros 110/220V-pressure-se1
  14. Cooktop a Gás 5 Bocas Atlas Agile Preto com Mega Chama
  15. Games PS4 / Xbox – FIFA 19
  16. Games PS4 / Xbox – Red Dead Redemption 2
  17. Lavadora Extratora Aspirador 1400W 35 Litros A135 Ipc Soteco
  18. Liquidificador 12 Veloc. 1000W Turbo Premium Mondial 110V
  19. Máquina De Massa Elétrica Com Cortador Cilindro Pao 110V
  20. Microondas 20 Litros Electrolux Mto30
  21. Microondas 25L Espelhado Philco
  22. Microondas 31L Espelhado Philco
  23. Parafusadeira Goodyear sem fio 12V GYDC191003 Bateria Lítio
  24. Plastificadora Laminadora Poliseladora A3/a4/a5/a6 – 60HZ
  25. Prensa Térmica Nacional Gaveta Sublimação 40×60 Cm
  26. Purificador Água Electrolux Branco Pe11b
  27. Robô Aspirador Philco Pas01c Bivolt
  28. Seladora a Vácuo DZ400T Industrial
  29. Torradeira Kitchenaid Kjc32avana 110V Vermelha (empire Red)
  30. Torre Chopp Iluminada Com Led Chopeira Cerveja Gelo Completa
  31. Ventilador B400 Turbo Preto Britânia 127V
  32. Ventilador De Mesa Mega Turbo 40 Six Britania Preto 127V
  33. Ventilador de Parede Oscilante 60cm Preto Turbão 190W Bivolt
  34. Ventilador Teto Latina VT673 3 Velocidades Preto 220V

Dicas infalíveis para turbinar as vendas em 2020

De pouco adianta ter um portfólio com os melhores produtos se o público não tem fácil acesso a eles. Por essa razão, é fundamental adotar práticas comerciais eficientes visando alcançar novos clientes, aumentar a taxa de conversão e fidelizar os consumidores. Separamos três dicas infalíveis que com certeza vão ajudar você a resolver isso e vender muito mais em 2020!

1) Cadastrar os produtos corretamente

O anúncio funciona como a vitrine da loja e geralmente é o primeiro contato do cliente com produto. Sendo assim, é preciso ter extrema dedicação no momento de cadastrar os produtos na loja virtual ou no marketplace – títulos, descrições e imagens merecem atenção extra. Além de informações corretas e claras, o lojista deve criar um anúncio persuasivo, que realmente cative o consumidor.

2) Ter preços competitivos

O preço é o fator que mais influencia a decisão de compra dos consumidores e é decisivo para o sucesso de qualquer loja. Nem sempre é possível diminuir a margem de lucro, mas aplicar preços competitivos em pelo menos alguns produtos pode fazer toda a diferença para o negócio. Pensando nisso, baseie-se nos preços praticados pela concorrência e aproveite datas especiais para oferecer bons descontos.

3) Diversificar os canais de venda

A diversificação dos canais de venda é um dos pilares do sucesso comercial. Ter uma estratégia de distribuição avançada permite que a loja conquiste alta cobertura de mercado, alcance novos públicos, consolide a marca e turbine as vendas. Se você já trabalha com e-commerce próprio, a ação mais indicada é investir também nos marketplaces, canais que têm tráfego qualificado e excelente potencial de negócio.

São Paulo facilita comércio eletrônico realizado por empresas do Simples Nacional

São Paulo facilita comércio eletrônico realizado por empresas do Simples Nacional

O Governo de São Paulo publicou no Diário Oficial de sábado (1º) a Portaria CAT nº 07/2020, que facilita ainda mais as atividades de empresas que fazem vendas em marketplace – ambiente virtual que reúne diversos lojistas.

A norma alterou a Portaria nº 31, de 18/06/2019, que trouxe condições mais favoráveis àqueles que efetuam vendas via internet, possibilitando que empresas de qualquer porte e de todo o país possam contar com a expertise das empresas logísticas instaladas no território paulista para promover suas vendas – em qualquer lugar do território nacional – junto aos seus clientes.

A principal alteração feita por meio da nova Portaria foi a permissão dada às empresas do Simples Nacional, localizadas em outros Estados, para que promovam o envio de suas mercadorias para depósito de operador logístico paulista e negociem com consumidores finais deste ou de outro Estado, sem a necessidade de inscrição no Cadastro de Contribuintes de ICMS do Estado de São Paulo.

Para tanto, exige-se que, além da empresa ser do Simples Nacional, as vendas sejam destinadas a consumidores finais pessoas físicas.

Para melhorar o controle sobre essas atividades, a nova portaria estabelece, ainda, a necessidade de credenciamento para os Operadores Logísticos que desejarem aplicar essa sistemática. Há, também, previsão de descredenciamento, caso o Operador Logístico deixe de atender as exigências contidas na portaria.

As alterações reafirmam o compromisso do Governo do Estado em promover iniciativas concretas para a promoção da economia, simplificação da legislação tributária e melhoria do ambiente de negócios para novos investimentos em São Paulo, sem abrir mão de sua responsabilidade de evitar concorrência desleal e fraudes.

5 tendências para as marcas no Instagram em 2020

5 tendências para as marcas no Instagram em 2020

Em 2019, o Instagram passou por várias mudanças relevantes. A maior delas, especialmente para marcas e influenciadores, foi a remoção das curtidas nas fotos. Outras atualizações incluem a possibilidade de interação nos Stories, novas ferramentas de e-commerce e lançamento de funcionalidades de realidade aumentada.

Veja abaixo cinco tendências e oportunidades para as marcas no Instagram em 2020:

1. Evolução para plataforma de e-commerce

O Instagram já é uma ferramenta consolidada de e-commerce há algum tempo. De acordo com a ferramenta, 130 milhões de pessoas tocam em uma publicação de compras para saber mais sobre produtos todos os meses.

Atualmente, as marcas e influenciadores usam as ferramentas de e-commerce do Instagram para levar os consumidores para seus sites e marketplaces.

Para que a experiência de consumo fique ainda mais fluida, a rede lançou em 2019 o Checkout e o Shopping for Creators, duas ferramentas que permitem a venda de produtos sem que o consumidor saia do aplicativo. As funcionalidades ainda estão restritas a algumas poucas marcas e influenciadores nos Estados Unidos, mas devem ser abertas a todos a partir deste ano.

Com o Checkout, toda a experiência de compra acontece dentro do Instagram e o consumidor não precisa mais sair do app para finalizar a compra no navegador de um produto que viu no feed ou no stories.

2. O efeito TikTok

Quando o Snapchat começou a ganhar popularidade com seus vídeos curtos que desapareciam em 24 horas, o Instagram lançou os Stories. Agora, com a ascensão do TikTok, o Instagram também busca inspiração no que a rede tem de melhor para não ficar para trás.

O primeiro passo nessa direção foi o lançamento do Instagram Cenas em mercados selecionados, incluindo o Brasil, em novembro de 2019. O Cenas é basicamente um “clone” do TikTok. Ele permite criar videoclipes de 15 segundos com música e compartilhá-los como Stories. Assim como o TikTok, os usuários podem fazer trilhas sonoras de seus Cenas com um enorme catálogo de músicas ou usar o áudio do vídeo de qualquer outra pessoa para criar um remix de seu meme ou piada.

Enquanto o TikTok ainda não oferece funcionalidades de e-commerce e de anúncios mais robustos, as marcas devem seguir investindo no Instagram na criação de conteúdos mais divertidos, numa espécie de treinamento para quando as marcas começarem a invadir o TikTok.

3. Legendas mais longas para contar uma história

Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras. No Instagram, esse ditado popular faz todo o sentido. Mas em 2020, quem tem uma boa história para contar na legenda do Instagram pode fisgar a atenção do consumidor.

Com o fim da exibição das curtidas nas fotos, a principal métrica para as marcas e influenciadores no Instagram é o engajamento nos comentários. Posts com legendas maiores, que contam uma história, têm apresentado resultados melhores do que posts com legendas curtas.

Além disso, uma história bem contada faz com que os seguidores passem mais tempo lendo, um dos fatores que mostram ao algoritmo que o seguidor está interessado naquele conteúdo. Consequentemente, ele vai receber mais posts daquele criador de conteúdo no futuro.

Em 2020, as marcas devem se preocupar em contar boas histórias, com narrativas impactantes e que tenham relação com o posicionamento de marca, e não apenas focar na estética da foto ou do vídeo.

4. Realidade aumentada nos Stories

Os Stories do Instagram já são um sucesso inegável, mas o volume de conteúdo publicado pelos usuários traz dificuldades para as marcas ganharem destaque. Um dos jeitos mais legais de fazer com que o conteúdo da marca ganhe destaque é por meio de filtros de realidade aumentada.

Em agosto de 2019, o Instagram liberou para todos o Spark AR, programa que permite que qualquer um crie os filtros de realidade aumentada para marcas ou para uso pessoal.

Além dos filtros engraçadinhos, a realidade aumentada pode ser uma ótima ferramenta para as empresas que vendem cosméticos, acessórios ou roupas.

5. IGTV ganha nova chance com IGTV Series

O Instagram lançou em 2018 o IGTV, uma área para vídeos longos que tinha como objetivo trazer para dentro do app os criadores de conteúdo do YouTube, ou evitar que os influenciadores do Instagram partissem para a produção de vídeos mais aprofundados no YouTube. A funcionalidade nunca decolou e sempre ficou meio largada em um cantinho do aplicativo.

Em 2019, no entanto, o Instagram resolveu dar uma repaginada no IGTV e passou a permitir vídeos horizontais e a publicação de trailers e trechos do vídeo nos Stories e no feed dos usuários. A mais recente funcionalidade, lançada em outubro de 2019, é o IGTV Series, que permite a criação de séries temáticas de vídeos.

A nova ferramenta foi projetada para oferecer aos criadores a chance de produzir conteúdos de vídeo longos em séries no IGTV, separado dos outros vídeos em seu canal. Quando o usuário assiste a um episódio da série, o próximo é automaticamente recomendado para exibição contínua.

Para as marcas, o IGTV Series é uma oportunidade para publicar webséries, tutoriais, Q&As ou conteúdos mais aprofundados que não funcionariam bem nos Stories, por exemplo.