Praticamente todas as empresas que fazem alguma compra de produtos ou contratação de algum serviço, exigem o documento para prestação de contas. mas são tantos modelos e nomenclaturas Cupom Fiscal, Nota Fiscal Eletrônica, DANFE, SAT, NFSe, etc… Sua empresa está preparada?

Quais as Regras para Emissão de Nota Fiscal?

A necessidade de modernização fez com que a nota fiscal eletrônica fosse incorporada naturalmente no dia a dia das empresas. Mas, muitos ainda possuem diversas dúvidas sobre suas funcionalidades, tipos e como fazer sua emissão. A legislação tributária em nosso país sofreu algumas mudanças com a entrada da nota fiscal 4.0, e por isso os gestores devem ficar atentos para não acabar descumprindo algum prazo ou nova exigência. Uma das mudanças mais significativas e de maior alcance é na emissão de nota fiscal obrigatória. Por isso, vamos mostrar o que é preciso saber sobre a nota fiscal eletrônica para compreender de vez e tirar todas as dúvidas. Confira.

O Que é Nota Fiscal Eletrônica?

Todos conhecem a nota fiscal em papel, que é gerada em todas as operações de venda de produtos ou serviços, por meio delas que os impostos sobre transações comerciais são recolhidos. A nota fiscal eletrônica tem o mesmo objetivo, mas é um documento emitido e armazenado digitalmente, ou seja, é a versão online desse documento. Ela tem validade legal que é garantida por assinatura digital da empresa que emite e de quem paga pelo produto ou serviço.

Tipos de Nota Fiscal Eletrônica

Cupom Fiscal Eletrônico do Estado de SP (SAT-e): É o modelo emitido para clientes das empresas do estado de SP, para gerar a nota a empresa precisa adquirir o Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos (SAT). Então o estado autoriza a utilização do modelo nacional de nota fiscal de consumidor eletrônica, mas exige que possuam esse modelo nos estabelecimentos.

Nota Fiscal Eletrônica Estadual (NF-e): É o modelo voltado para transações comerciais substitui o modelo de nota 1-A e é enviada à receita estadual onde a empresa está localizada.

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e): O modelo surgiu para substituir as notas fiscais impressas que eram emitidas nas prestações de serviços. É enviada para a receita municipal que a empresa está localizada. Podem ser enviados por e-mail, por exemplo, quando o serviço é feito a distância com a emissão da DANFE. Cada prefeitura possui seu próprio sistema ou contratado de terceiros.

Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e): O modelo é emitido como a NF-e e enviada diretamente a Sefaz, o DANFE pode ou não ser impresso em impressoras não fiscais, caso o consumidor desejar receber. Pode ser consultada na Sefaz e possui QR-Code.

O Que Precisa Para Emitir?

O primeiro ponto que você precisa saber é que emitir nota fiscal é obrigação de qualquer empresa que comercializa um produto ou serviço.
Então toda empresa que deseja fazer a emissão de nota fiscal eletrônica necessita estar registrada. Portanto é preciso ter o CNPJ. Além disso, é exigido o certificado digital para emissão. Porque com ele é garantida a validade jurídica, já que consta a assinatura digital.
Gerar nota fiscal eletrônica é uma realidade que as empresas precisam se adequar. Por isso é importante ficar por dentro e conhecer a fundo as necessidades que o seu negócio precisa.

Conte Com o Melhor Sistema de Gestão Empresarial

Quer saber mais sobre a nota fiscal eletrônica? Que tal começar pelo básico e entender o que é a NF-e e como aplicá-la? No Bling você encontra todas as ferramentas que precisa para gerenciar a sua empresa, inclusive condições especiais para adquirir o seu certificado digital. Entre em contato conosco e faça um teste grátis — você verá como um sistema completo de gestão empresarial é capaz de facilitar sua rotina!

Share This